DÚVIDAS FREQUENTES

Home » DÚVIDAS FREQUENTES
duvidas
QUANTAS SESSÕES SÃO NECESSÁRIAS?

      Para um determinado sintoma, são necessárias no máximo 3-4 sessões. Normalmente uma sessão já mostra um bom resultado. As sessões devem ser espaçadas com um mínimo de 30 dias, para que o corpo possa desenvolver naturalmente seu trabalho de autocura. É conveniente efetuar uma sessão por ano a título preventivo, ou a cada seis meses para controle ou caso o paciente apresentar sintomas.

COMO É REALIZADA A SESSÃO? (ex: tipo de vestimentas, duração...)

      A sessão tem uma média de 45-60 minutos. A roupa não interfere na efetividade do processo, porém é indicado roupas leves durante a sessão. Não é necessário se despir durante a sessão.

COMO O FISIOTERAPEUTA IDENTIFICA ESSAS MEMÓRIAS NA PELE DO PACIENTE?

      O Fisioterapeuta procura no corpo do paciente, a sensação de perda do ritmo vital, que é percebido pelas suas mãos através de “micro movimentos”, ou seja, o terapeuta palpa diferentes zonas do corpo a fim de verificar se esse ritmo está normal, ou alterado. Toda atividade corporal tem seu ritmo vital,  e se esse ritmo estiver ausente significa que existe uma memória celular, devido uma disfunção na região ou à distância.

POR QUE NÃO TRATAR SOMENTE A ÁREA DOLOROSA?

      Porque a memória traumática que provoca a dor não está necessariamente no mesmo local. Pois como o organismo é complexo, ele sofre reações em cadeia, e elas podem percorrer longas distâncias. Por isso, o tratamento não é feito unicamente sobre a região afetada, mas sobre todo o organismo, pois o terapeuta o considera em sua globalidade.

      Por meio da técnica micropalpatória, o fisioterapeuta localiza e identifica a memória traumática causadora da dor e estimula o corpo a eliminar essa cicatriz, promovendo o alivio e ajudando a prevenir riscos de recidivas, ou até o deslocamento dessa memória para outro ponto ou uma degeneração. Exemplo: dores lombares podem ter origem nas glândulas paratireoides situadas na base do pescoço, ao enviarem uma mensagem química equivocada, provocando espasmos dos músculos da coluna no nível lombar.

A MICROFISIOTERAPIA PODE MELHORAR QUAIS DOENÇAS?

      Grande parte dos sintomas e doenças, ocorre devido a pequenas disfunções que se acumulam durante a vida da pessoa e acabam enfraquecendo o organismo. Essas disfunções podem ter diferentes causas, exemplo: frustrações, perdas, abandonos, traumas durante a gestação, intoxicações e também componente hereditário.

     A Microfisioterapia auxilia o corpo na eliminação e desbloqueio dessas “cicatrizes” e o resultado é uma auto regulação natural do organismo, melhorando seu estado físico e emocional. Enfim várias doenças ou sintomas podem ser melhorados através da Microfisioterapia, pois ela ajuda o organismo como um todo.

QUANDO DEVO PROCURAR O TRATAMENTO DA MICROFISIOTERAPIA?

      Você pode procurar a Microfisioterapia quando achar que algo não esta funcionando muito bem em você, quando estiver com alguma dor  ou até mesmo quando algo emocional estiver te afligindo (ex:  tristeza, aperto no peito, etc).

      É importante lembrar que a Microfisioterapia também é uma técnica preventiva e que promove a saúde e o bem-estar.

POSSO FAZER SESSÃO DE MICROFISIOTERAPIA MESMO SEM DORES?

      Sim, pois ela não é somente uma técnica terapêutica, ela também pode atuar como uma forma curativa ou preventiva. Pois trabalha também aspectos emocionais e orgânicos.

TEM ALGUMA CONTRA INDICAÇÃO?

      Não tem contra indicação. Indicada para qualquer pessoa, independente da patologia ou idade (desde recém-nascido até mais idade). A Microfisioterapia não se opõe à medicina ou a fisioterapia, atua de forma preventiva ou curativa, e pode ser realizada juntamente com outros tratamentos.

POSSO TER REAÇÃO APÓS A SESSÃO?

      Sim, pois como o corpo foi estimulado a eliminar os agentes agressores, poderão surgir reações físicas e/ou emocionais geralmente sutis ou até imperceptíveis, que tendem a desaparecer em dias ou semanas. É aconselhado tomar muita água nos dias subsequentes à sessão, a fim de facilitar o trabalho da eliminação das memórias. O paciente deve então descansar e deixar que o sistema imunológico realize seu trabalho com o mínimo de interferência medicamentosa possível.

QUALQUER PROFISSIONAL PODE ATENDER COM A MICROFISIOTERAPIA?

      Não, no Brasil apenas Fisioterapeutas que tenham a formação da técnica podem atuar com a Microfisioterapia, pois além de serem um profissional da área da saúde, é necessário ter um conhecimento profundo da anatomia humana para realizarem um bom tratamento.

POSSO REALIZAR A MICROFISIOTERAPIA JUNTAMENTE COM OUTROS TRATAMENTOS?

      Sim, é possível realizar a Microfisioterapia em conjunto com outros tratamentos ou outras técnicas (ex: psicológico, físico, medicamentoso, fisioterapia, etc)

A MELHORA DO PACIENTE PODE SER POR AUTO SUGESTÃO?

      Após colocar as mãos do terapeuta sobre o paciente, é isolado as porções do tecido corporal que guardam as memórias de agressões e se estimula o corpo a promover sua autocorreção.

      Considerando que isso acontece com pacientes de todas as idades, desde recém-nascidos até pessoas de mais idade, não teria como dizer que a melhora do paciente teria sido auxiliada pela auto sugestão, pois os bebês, por exemplo, não teriam como ser sugestionados e as pessoas mais descrentes obtém também excelentes resultados.

A MICROFISIOTERAPIA É PARECIDA COM A HOMEOPATIA?

      São como irmãos, pois seguem duas leis: a da cura pela similitude (semelhante cura semelhante), e a cura pelo infinitesimal (o medicamento diluído, e a palpação mínima).

A MICROFISIOTERAPIA TEM COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA?

      A Microfisioterapia é considerada uma ciência pois, foi objeto de mais de trinta avaliações, algumas em meio hospitalar e de acordo com protocolos rigorosos (duplo cego), as quais comprovaram o efeito da técnica, por exemplo: em 74% dos pacientes submetidos a testes que sofriam de colopatia crônica. Do mesmo modo, foram realizadas várias investigações em laboratórios sobre os ritmos vitais dos organismos vivos.

      Na Europa, foram desenvolvidos quarenta e dois trabalhos científicos a respeito da Microfisioterapia e no Brasil estão sendo realizadas varias pesquisas em parceria com Universidades. Ela é muito reconhecida na comunidade europeia, onde governos reconhecem a técnica devido aos seus benefícios proporcionados pela melhoria da qualidade de vida  e  bem-estar dos seus pacientes e pela diminuição do consumo de medicamentos.